Ângelo Menezes Freire
Ângelo Menezes Freire
Endodontia Microscópica, Clínica e Cirúrgica
Tratamento clínico das perfurações

Dificuldades anatômicas, acesso dificultoso, campo obscuro e sem acesso ao olho clínico, são situações que induzem o profissional a cometer erros durante os procedimentos operatórios.

Dentre os acidentes os mais comuns são: fratura de instrumentos e perfurações. Esta última sendo uma das complicações que mais impressionam os profissionais. Podendo solucionar o problema clinicamente, tanto melhor para o paciente.

Geralmente o prognóstico de um tratamento de perfuração dependo de três fatores: tempo (quando ocorreu a perfuração – contaminação), localização da perfuração( terço cervical, médio ou apical) e extensão ( pequena, média ou grande ).

Quando mais distante da crista óssea, melhor o resultado. Apesar de ser mais difícil visualizar. Não obstante o auxílio do microscópio operatório, faz com que o tratamento seja conduzido de forma adequada.

Com os atuais recursos tecnológicos, que nos permitem realizar tratamentos em áreas antes inacessíveis, com micro-instrumentos e microscópio operatório o prognóstico da grande maioria dos acidentes é muito bom.

O que utilizo geralmente nos tratamentos das perfurações, são: Microscópio operatório, ultrassom com pontas específicas, brocas de 28mm n. 6, 4, 2 com 500rpm e torque 5N, gel de clorexidina 2% ( endogel ), esponja, Ca(OH)2 e MTA, resina flow e resina de carga tipo Z350 ou Z250.

Com estes requisitos, sigo um protocolo rigoroso, não dando margem para interferências externas, tornando o tratamento previsível.

Inmagni
Referência em treinamento full time para endodontia.
Clique aqui
Ângelo Menezes Freire
Endodontia Microscópica, Clínica e Cirúrgica
Av. Garibaldi 1133
Centro Odonto-Médico Itamaraty - 10° Andar S/ 1004
Ondina - Salvador - Bahia - Brasil
55 71 3331-5455
2018. Ângelo Freire. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital