Ângelo Menezes Freire
Ângelo Menezes Freire
Endodontia Microscópica, Clínica e Cirúrgica
Retratamento de canal

Inúmeras são as situações que levam o profissional a retratar um elemento dental. Por vezes a persistência da sintomatologia, ou a perpetuação de um processo patológico evidenciado no periápice, ou mesmo surgimento de uma lesão onde antes não existia. Outrossim, pelas próprias dificuldades encontradas, durante a condução do tratamento anterior em que foi perdido o limite de trabalho ( compactação de raspas de dentina pela falta de patência, ou mesmo utilização inadequada dos instrumentos… ).

Retratar um canal quer dizer acrescentar algo que faltou no tratamento anterior… portanto, deve-se ter um bom plano de tratamento, e que poderá  envolver os seguintes questionamentos:

1- Qual o Limite de Trabalho do tratamento anterior, e qual o objetivo no tratamento proposto?
2- Existe desvio?… modificação do percurso do canal?… instrumento fraturado?… obstruções?…
3- O retratamento de canal surtirá efeito real, isto é, vale à pena refazê-lo?
4- De que forma poderei enriquecer o tratamento anterior, aonde irei melhorar?
5- Tenho recursos adicionais para executar um bom tratamento?
6- O dente tem pino? Quais as condições da raiz?
7- O dente suportará a reintervenção?
8- Qual o meu foco principal?… o forame!!… conseguirei alcançá-lo? O dente suportará uma nova restauração?

Estes são questionamentos que nos levam à realizar um adequado plano de tratamento, estabelecendo um protocolo criterioso e que deverá ser seguido com rigor. Planejamento sem levantamento de questões como estas, poderá ser falho… conduzindo o profissional a tratar de forma inadequada.

A escolha da técnica, seleção dos instrumentos e materiais é de fundamental importância, começando pela desobstrução dos canais com instrumentos adequados para evitar novos acidentes. O que deve-se saber? O índice de sucesso em retratamentos é menor que em tratamentos primários devido ao fato de que, na maioria das vezes o tratamento anterior modificou a anatomia interna original, dificultando o alcance do limite de trabalho. Então, a experiência nestes casos é primordial.

Na grande maioria das vezes, a indicação cirúrgica é por conta de um plano de reintervenção falho,  não envolvendo requisitos básicos, como por exemplo, inserir no contexto instrumentos mais específicos. Pois, como já colocado anteriormente,  se trata de situações delicadas em que o tratamento anterior deformou a anatomia original, e para tanto merece atenção criteriosa. O profissional deve ter a consciência de que tem neste momento uma responsabilidade singular… o bom planejamento irá definir o futuro do dente… o paciente estará acreditando na sua habilidade, e portanto a retribuição mínima para recompensar a confiança depositada, é a realização de um tratamento eficiente.

Inmagni
Referência em treinamento full time para endodontia.
Clique aqui
Ângelo Menezes Freire
Endodontia Microscópica, Clínica e Cirúrgica
Av. Garibaldi 1133
Centro Odonto-Médico Itamaraty - 10° Andar S/ 1004
Ondina - Salvador - Bahia - Brasil
55 71 3331-5455
2018. Ângelo Freire. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital