Ângelo Menezes Freire
Ângelo Menezes Freire
Endodontia Microscópica, Clínica e Cirúrgica
Remoção de instrumentos fraturados

Na clínica diária, não raro, o profissional pode promover alguns deslizes durante o procedimento operatório… às vezes motivado por uma manobra mais dificultosa devido à problemas anatômicos ou mesmo por motivos emocionais como: pressa, pressão psicológica, ou mesmo negligência ou imperícia. Outrossim, a causa poderá ser também por problemas com a manufatura dos próprios instrumentos, estes, entretanto, mais raros. Uma coisa é certa: os movimentos realizados durante o tratamento de canal deverá ser com precisão e parcimônia, seguindo uma sequência ditada pelo protocolo estabelecido.

Dentre os acidentes mais corriqueiros temos: fratura de instrumentos no interior dos canais, perfurações corono-radiculares, fratura radicular na tentativa de remoção de um retentor, desvios de canais, sobre-obturações, etc… mas, de longe, a separação do instrumento durante a instrumentação dos canais radiculares tem um percentual maior de ocorrência na clínica diária. Acontecendo, inclusive, entre profissionais mais experientes. 

Diante do ocorrido, o mais importante é ter o compromisso de resolver o problema da melhor forma possível, beneficiando o paciente, um benefício obrigatório já que este confiou no seu plano de tratamento. Podendo, tanto utilizar de subsídios através de equipamentos e instrumentos desenhados com este propósito, ou recorrer a profissionais mais experientes neste quesito.

Na grande maioria das vezes podemos solucionar os problemas, devido à evolução das técnicas como também ao avanço nas características de equipamentos tecnológicos de última geração, tornando o ato operatório mais exeqüível e com precisão, como: microscópio operatório, ultrassom, micro-instrumentos com pontas mais apropriadas, materiais adesivos, instrumentos endodônticos como nova engenharia e design (limas com taper mais acentuados), etc…

Existem situações que causam grandes dúvidas até em  profissionais mais experientes. Casos em que a prótese encontra-se bem adaptada e realizada há pouco tempo… instrumentos fraturados em locais de difícil acesso, quanto mais calibroso o instrumento fraturado, mais difícil de remover… pelo simples fato de que nestes casos o instrumento fraturou por torção e não por fadiga, e encontra-se preso em uma das paredes.  Geralmente a fratura por fadiga deixa o instrumento mais acessível à remoção. Portanto em casos de dúvidas a responsabilidade é maior, e o profissional deverá estar preparado e bem equipado. Está seguro do procedimento?… então, mãos a obra!!!

Inmagni
Referência em treinamento full time para endodontia.
Clique aqui
Ângelo Menezes Freire
Endodontia Microscópica, Clínica e Cirúrgica
Av. Garibaldi 1133
Centro Odonto-Médico Itamaraty - 10° Andar S/ 1004
Ondina - Salvador - Bahia - Brasil
55 71 3331-5455
2018. Ângelo Freire. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital