Biossegurança e manutenção da cadeia asséptica

A endodontia tem passado por diversas transformações… incluindo neste contexto: conceitos, técnicas, materiais e instrumentais, etc… Cada escola tem uma filosofia própria, com diferentes conceitos e técnicas, diferentes materiais e uso de instrumentos apropriados para cada situação.

Apesar da discordância em vários pontos, existe uma unanimidade entre todas as escolas e filosofias…  a biossegurança e criação e manutenção de uma cadeia asséptica é condição  imperativa.  São tomadas as mais variadas medidas para a obtenção de condições adequadas durante o tratamento endodôntico, ou para promover a sanificação do sistema de canais radiculares ou para evitar contaminação em canais com polpas vivas.

Um dos pré-requisitos básicos para a execução de uma terapia previsível, é o controle da infecção. O preparo e seleção dos materiais e instrumentais, com medidas como: esterilização e estocagem, barreiras em áreas que são manipuladas pelos profissionais e pacientes, são de fundamental importância.

A terapia endodôntica não funciona como uma receita de bolo. As variáveis existem e devem ser tratadas de forma diferenciada. Afirmar que: tem que ser desta forma, do contrário pode ter insucesso! É inapropriado; pois, é do conhecimento de todos nós que existem várias formas de alcançar o  sucesso.  São vários os caminhos, como os diversos tipos de técnicas, materiais e instrumentais. Entretanto a seleção e preparo destes, é de suma importância.

Existem duas condições básicas para que haja uma cicatrização: ausência de microrganismos e de trauma. Fator primordial para uma resposta biológica favorável, que só é alcançado quando os princípios de biossegurança são empregados. Proteções em todos os pontos de toque do profissional deverão estar protegidos, como: botoneiras, alças do equipo, refletor ( microscópio ), etc… materiais esterilizados e bem estocados é de fundamental importância. Não poderá existir dúvidas quanto à qualidade do seu instrumental. Além disso, tudo que envolve o tratamento deverá receber paramentação: paciente, profissional, auxiliar e equipamentos. O conceito de criar e manter uma cadeia asséptica durante o tratamento é fundamental para a previsibilidade do tratamento.

Um dos pré-requisitos mais importantes para o desenvolvimento de um tratamento eficiente com respostas biológicas positivas, é a utilização de instrumentos bem selecionados, preparados, esterilizados e estocados de forma segura.





Comentários em: Biossegurança e manutenção da cadeia asséptica






ÂNGELO MENEZES FREIRE ©2010 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Av. Garibaldi 1133 - Centro Odonto-Médico Itamaraty - 10° andar s/ 1004 - Ondina - Salvador - Bahia - Brasil - Tel.: 55 71 3331-5455